Búsqueda avanzada
Recife entra em campo: história social do futebol recifense 1905-1937
Lima y Eduardo.
XIV Jornadas Interescuelas/Departamentos de Historia. Departamento de Historia de la Facultad de Filosofía y Letras. Universidad Nacional de Cuyo, Mendoza, 2013.
Dirección estable:
Resumen
No alvorecer do século XX algumas cidades brasileiras iniciaram um processo de modernização, largas avenidas, preocupações sanitárias e estruturais baseadas nas reformas urbanas que aconteciam na então capital federal que era o Rio de Janeiro. Além das reformas citadas as populações citadinas começaram a adotar práticas culturais advindas de algumas cidades europeias como Londres e Paris. O futebol foi uma dessas práticas que foi apropriada pela população local, o processo de apropriação foi complexo, mas obteve tanto sucesso que atualmente o futebol é uma marca na cultura brasileira. Foram muitos os projetos de modernização das cidades, muitos conflitantes. Podemos dizer que o regionalismo foi um dos projetos de sociedade moderna e que o futebol, neste trabalho, foi escolhido como instrumento para se estudar como as ideias de regionalismo se instauraram na cidade do Recife. O ano de 1905, marco inicial deste trabalho, marca a fundação do Sport Club do Recife pioneiro do esporte no estado, já em 1937 é registrado o primeiro contrato de jogador do futebol pela Liga de Desportos terrestres, assim é encerrada a fase amadora do esporte na cidade. O objetivo central da pesquisa foi demonstrar o papel do futebol em alguns projetos de sociedade, destacando o projeto regionalista. Este que teve como maior nome o sociólogo recifense Gilberto Freyre.
Texto completo
Creative Commons
Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons.
Para ver una copia de esta licencia, visite http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.es.