Búsqueda avanzada
Defesa nacional com dependência externa no brasil: o conselho (superior) de segurança nacional entre 1934 e 1944
Guillerme Bacha de Almeida - Puc-RIO.
IX Jornadas de Sociología. Facultad de Ciencias Sociales, Universidad de Buenos Aires, Buenos Aires, 2011.
Dirección estable:
Resumen
RESUMO: Argumenta-se que a agenda das reuniões do Conselho (Superior) de Segurança Nacional entre 1934 e 1944 esteve pautada pelas ameaças externas, especialmente a preparação do País para um conflito potencial com a Argentina e para a Segunda Guerra Mundial. Ou seja, não havia ligação, ao menos formal, entre os instrumentos de repressão política e social doméstica e o Conselho no período mencionado. A participação dos militares foi ativa nos debates do órgão, mas o Conselho também incorporou membros dos ministérios civis, dando uma abrangência de visões aos assuntos debatidos, com ênfase nas políticas de defesa, externa, comercial e industrial. O conteúdo dos debates do CSSN e do CSN entre 1934 e 1944 mostra que a principal preocupação dos conselheiros, incluindo o presidente Vargas, era a necessidade de maior autonomia industrial-militar para se garantir a segurança nacional. A Argentina aparece como uma ameaça mais preocupante para os membros do Conselho do que os desdobramentos do conflito na Europa, mas foi a preparação para a Segunda Guerra Mundial que explicitou as fragilidades em diversos setores do País e alavancou a busca por iniciativas para resolvê-las. A principal preocupação dos membros do Conselho no período foi o rearmamento imediato do País, através da importação de equipamento militar, e a criação de condições, com apoio externo, de desenvolver um complexo industrial-militar doméstico em um prazo mais longo.
Texto completo