Búsqueda avanzada
ESTA AMENAZA EN REALIDAD SE HA EXTENDIDO POR TODAS PARTES: REPRESENTAÇÕES DO ANTICOMUNISMO CATÓLICO NAS IMPRENSAS DE PORTO ALEGRE E BUENOS AIRES
Bett y Ianko.
XIV Jornadas Interescuelas/Departamentos de Historia. Departamento de Historia de la Facultad de Filosofía y Letras. Universidad Nacional de Cuyo, Mendoza, 2013.
Dirección estable:
Resumen
O contexto anterior às deposições dos presidentes civis João Goulart, no Brasil (1964) e de Arturo Illia (1966), na Argentina foram marcados por uma intensa campanha de desestabilização governamental que atingiu os mais diversos setores das respectivas sociedades. As grandes imprensas de Buenos Aires (jornais Clarín, La Razón, La Nación) e de Porto Alegre (jornais Diário de Notícias e Correio do Povo) privilegiaram, dentro de um arcabouço mais amplo de elementos, a manifestação anticomunista católica, que consistiu numa das principais facetas que compuseram o poderoso leque do pensamento conservador daqueles anos marcados por profundas agitações políticas e sociais. As duas instituições focos dessa investigação (Igreja e Imprensa) foram fundamentais na construção de uma realidade na qual o “perigo comunista” fosse percebido como cada vez mais presente e atuante na ordem do dia do cenário político e social dos dois países. Dentro deste escopo, o artigo tem como objetivo principal identificar e analisar as representações anticomunistas que foram dadas a ler a partir das manifestações católicas nos jornais supracitados. Por um lado, o artigo pretende demonstrar, através das representações, a forma como o comunismo foi apropriado pelos católicos e como estes impuseram caracterizações do que era ser um comunista, especialmente quais os perigos que representavam. Por outro lado, buscar-se-á identificar, também a partir das representações, a forma como os discursos dos católicos caracterizaram como deveria ser e agir um anticomunista, ou seja, quais atributos ou práticas deveriam ser possuidores para opor e qual a melhor forma de combater os inimigos.
Texto completo
Creative Commons
Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons.
Para ver una copia de esta licencia, visite http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.es.